Laboratório de Psicolinguística
Grau académico
Doutoramento
Situação profissional
Leitora
Áreas de Investigação
Tradução
Outras áreas de Investigação
Tradução Literária, Fraseologia, Linguística Aplicada, Língua Francesa.
Instituição
Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Centro de Linguística da Universidade de Lisboa
Início Fim Descrição
2015

Subdiretora da Licenciatura em Tradução (FLUL)

2015

Diretora do Centro de Línguas da FLUL

1985

Docente no Departamento de Linguística da FLUL

2010 2014

Investigadora no Instituto de Linguística Teórica e Computacional (ILTEC)

Publicações selecionadas

Todas as publicações

Jorge, G. (2017). Fraseologia, fraseologia criativa e tradução. In Fraseologia and Cia. Entabulando diálogos reflexivos (Silva and Suzete, Vol. 2). Campinas and SP: Pontes.
Jorge, G., & Correia, M. (2015). Da neologia estilística à tradução: o caso de Mia Couto. In Neologia das Línguas Românicas (I. M. Alves, & E. Simões Pereira). São Paulo: Humanitas / CAPES.
Jorge, G. (2012). La phraséologie créative en traduction: préserver ou effacer. In La rhétorique à l épreuve de la traduction. Orléans: SEPTET (Socété d Études des Pratiques et Théories en Traduction).
Jorge, G., & Correia, M. (2012). Estudo linguístico das brincriações miacoutianas em cada Homem é uma Raça. In Nada na linguagem lhe é estranho. Estudos em homenagem a Isabel Hub Faria. A. Costa & I. Duarte. Porto: Edições Afrontamento.
Jorge, G. (2010). Créativité et expression figée: entre syntaxe et sémantique, in Liens Logiques, Études sur la Combinatoire et la Hiérarchie des Composants. In . Castro et al. Berne: Peter Lang.
Jorge, G., & Correia, M. (2009). Estudo linguístico das brincriações miacoutianas em Cada Homem é uma Raça. II Simpósio Mundial de Estudos de Língua Portuguesa.
Jorge, G. (2007). Grão a grão enche o provérbio a tradição. Polifonia, 10.
Jorge, G. (2006). Língua e Categoria. In Lda (Lda. JORGE and G. (2006). "Língua e Categoria". Gramática de Língua Francesa. Beta: Projetos). .
Jorge, G. (2005). e P. Torres (2005). Automatismos Lexicais E Resistência À Tradução: O Caso Dos Falsos Amigos. Polifonia, 8.
Jorge, G., & Duarte, C. (2005). & R. Andrade (2005). Traduction Et Créativité: La Langue De Mia Couto. Polifonia, 8.
Jorge, G. (2005). Periplo pola fraseoloxía portuguesa: abordaxe lexicográfica. .
Jorge, G. (2004). La langue de la traduction: les prosodies de Mia Couto, in Le français face aux défis actuels: histoire, langue et culture. R. L, 2.
Jorge, G. (2003). As cores preto no branco: uma análise comparativa. Polifonia, 6.
Jorge, G. (2002). Da palavra às palavras: alguns elementos para a tradução das expressões idiomáticas. .
Jorge, G. (2001). Algumas reflexões em torno das expressões idiomáticas enquanto elementos que participam na construção de uma identidade cultural. .
Jorge, G. (2001). Estar na lua: être dans la lune ou sur la lune? Expression de l espace et représentations du monde. Polifonia, 4.
Jorge, G. (1999). La création et les jeux de langage. Du Proverbe À L Expression Idiomatique. Identité Et Altérité. Polifonia, 2.
Jorge, G. (1997). Despedir-se à francesa/filer à l anglaise. Reflexões Em Torno Da Tradutologia Das Construções Fraseológicas Na Perpetiva Interlínguas. Polifonia, 1.
Jorge, G. (1997). A Tradução na FLUL. In La Traduction au Portugal: Formations et Professions. Castelo Branco: ESE.
Jorge, G. (1992). Les expressions idiomatiques correspondantes: une analyse comparative. .