DCP

DCP - Dicionário de Combinatórias do Português

Concluído
Data
-
Referencia
PLUS/1999/LIN/15152
Instituição financiadora
Instituto Camões
IR do Projeto
João Malaca Casteleiro
co-IR do Projeto
Fernanda Bacelar do Nascimento

Descrição do Projecto:

A partir de um subcorpus de 12 milhões de palavras do CRPC, extraíram-se todos os pares de palavras contíguas e os pares separados por uma, duas, três ou quatro palavras.
Para cada par, é dada a informação seguinte:

  • Frequência e Distribuição (oral, escrito, literatura, jornal, etc.);
  • Distância entre as palavras do par;
  • Informação Mútua;
  • Localização do par no subcorpus;
  • Uma linha de combinatórias da palavra-chave;
  • Grupos fixos de 3, 4, 5 palavras.

O Dicionário de Combinatórias do Português consiste num inventário das associações lexicais de uso mais frequente no português contemporâneo, estabelecido a partir de um corpus desenhado para o efeito, extraído do Corpus de Referência do Português Contemporâneo do CLUL. Este corpus contém diversos tipos de discurso falado e escrito do português europeu. As associações lexicais, que designámos por combinatórias, apresentam graus de coesão diversos: grupos totalmente cristalizados, semi-cristalizados ou apenas constituídos por co-ocorrentes privilegiados. Um reportório de associações lexicais assim concebido é, em si mesmo, de grande utilidade mas é-o também como fonte de informações a incluir noutros dicionários unilingues, bilingues e multilingues, na tradução tradicional ou assistida por computador, no levantamento de grupos neológicos vernáculos ou importados, no estabelecimento de tipologias diversas (por exemplo, da complementação verbal ou nominal), no estudo contrastivo das variantes do português e, naturalmente, na programação que visa a produção e reconhecimento automático da língua natural.
O corpus definitivo do DCP, extraído do Corpus de Referência do Português Contemporâneo, é constituído por 11.426.197 palavras de discurso escrito e 856.195 palavras de discurso oral. Corpora com dimensão de cerca de 10 milhões de palavras têm sido considerados capazes de assegurar a fiabilidade dos resultados na extracção de combinatórias (Cfr., por exemplo, SMADJA, F., 1993).

Composição do corpus:

O Corpus que ficou constituído da seguinte forma:

WRITTEN TEXTS from::
Newspapers
General Fiction books
Techno-scientific and didactic books
Parliament documents
Court decisions

60%
24%
10%
4%
2%
SPOKEN TEXTS from:
Informal speech
Formal speech

80%
20%

This project software allows, in fact, the extraction of word pairs indicating the distance between the pair elements (1-2-3-4), their relative position regarding the keyword (before or after) and their occurrence frequency (F) (always equal or above 2).
The CONCOR.CB software runs through the corpus and determines the occurrences of all the word forms that stand in a relative position (up until distance 4) regarding the keyword. Therefore, the user can give instructions regarding: the maximum distance between the pair elements and the minimum pair frequency. The users can select all the words that appear in pairs with F equal or above 2, they can access the type of information available and manipulate the concordances accordingly to their specific goals.

Sample of the results obtained for the headword pressão 'pressure' and complexo 'complex':

ESCRITO FT 1413 PRESSÃO FC 6276 PRESSÃO
*** 9 SUBTROPICAL (real:9) ***    
pressões subtropicais 8.731    
9 pressões subtropicais 1    
mais próximo das áreas de altas pressões subtropicais, funcionan
am. O ar polar alimenta as altas pressões subtropicais juntamente
westerlies que provêm das altas pressões subtropicais. Na região
ssões no Mediterrâneo. Das altas pressões subtropicais, nomeadame
entos dos jet streams e às altas pressões subtropicais@b. Os fenó
s e, à direita, origina as altas pressões subtropicais pela subsi
devido às influências das altas pressões subtropicais que migram
nvolvidos por centros de @baltas pressões subtropicais@b, sendo o
*** 44 ATMOSFÉRICO (real:46) ***    
atmosférica pressão 8.643    
40 pressão atmosférica 1    
ressão exercida pelo ar chama-se @bpressão atmosférica. - A press
ormenor em capítulos anteriores. @bPressão atmosférica@b - diminu
s sob a acção da pressão do ar - pressão atmosférica - porque est
em que é corrente exprimirmos a pressão atmosférica; 1 atm= 760
es, melhor equipadas, analisam a pressão atmosférica, a estrutura
a temperatura, a precipitação, a pressão atmosférica, a nebulosid
diminuindo. b) O @bdecréscimo da pressão atmosférica com a altitu
itude, da composição química, da pressão atmosférica, da fuga mol
li não havia qualquer mudança de pressão atmosférica. De resto, a
emperatura sobe ligeiramente e a pressão atmosférica diminui. d)
e admissão é P-l- (normalmente a pressão atmosférica) e a pressão
do cilindro cai para o valor da pressão atmosférica e a força da
altitude está relacionada com a pressão atmosférica e com a temp
erna dos pulmões fica inferior à pressão atmosférica, e o ar entr
ias de temperatura e humidade, a pressão atmosférica é de 1, 03kg
eso. Ou, mais simplesmente, se a pressão atmosférica é o @bpeso q
porque se verifica um aumento da pressão atmosférica. Está-se, po
ma-se @bpressão atmosférica. - A pressão atmosférica exerce-se em
ar comprimido introduzido até à pressão atmosférica exterior. Um
s variações da temperatura com a pressão atmosférica. Fácil é con
nações: barómetros, para medir a pressão atmosférica; manómetros,
de de superfície dá-se o nome de @bpressão atmosférica@b; mede-se
lugar terrestre que determina a pressão atmosférica nesse mesmo
em-se à temperatura ambiente e à pressão atmosférica normal.|| @t
neus de trás, de 27 lb/pol+2+. A pressão atmosférica normal tem o
A compressão do ar é superior à pressão atmosférica. O ar compri
grandes altitudes por redução da pressão atmosférica. O diagnósti
xpansão para as condições livres (pressão atmosférica), o que rep
de vista climatológico, a baixa pressão atmosférica ocasiona uma
m influência sobre a variação da pressão atmosférica. Os aparelho
como provar a sua existência?@b @bPressão atmosférica@b Os resul
ressão exercida pelo ar chama-se @bpressão atmosférica@b. Pois cl
sobre nós; daí, a diminuição da pressão atmosférica. Por curiosi
to maior quanto mais baixa for a pressão atmosférica. Se a evapor
s a esta permitem concluir que a @bpressão atmosférica se exerce
ecebeu ao longo do dia; assim, a pressão atmosférica será mais al
sobre todos os corpos originam a pressão atmosférica. @t@bConclus
gual modo, podemos afirmar que a @bpressão atmosférica varia na r
enor a pressão. Concluímos que a pressão atmosférica varia na raz
do; assim, podemos afirmar que a pressão atmosférica varia segund
*** 81 EXERCER (real:90) ***    
pressões exercidas 8.521    
4 pressões exercidas1    
Mundo de 1998, em França. Daí as pressões exercidas pela embaixad
atribuiu a atitude tailandesa a pressões exercidas pela embaixad
de opinião, mas sim as ameaças e pressões exercidas publicamente
facto, como aponta, "das enormes pressões exercidas sobre a Ingla
25 pressão exercida 1    
, do que um casamento falhado. A pressão exercida contra esta mul
ão. Tento rodar o carreto, mas a pressão exercida lá em baixo tir
cado abandonado. Recentemente, a pressão exercida pela edilidade
aranda dos Windsor, não? DJOB- A pressão exercida pela mídia, tin
encontro. E nem quando baixou a pressão exercida pela selecção p
ocupar o lugar que ele deixou. À pressão exercida pelo ar chama-s
xerce pressão sobre os corpos. À pressão exercida pelo ar chama-s
rce-se em todos os sentidos@b. A pressão exercida pelo ar sobre o
essão. Podemos assim dizer que a pressão exercida pelo ar é igual
essão exercida pelo ar é igual à pressão exercida pelo ar seco (s
a Polónia, tem sido importante a pressão exercida pelo movimento
reia, é maior na situação I. @iA pressão exercida pelo peso do ti
em mais 70 milhões de dólares. A pressão exercida pelo poder para
eco (sem humidade) adicionada da pressão exercida pelo vapor de á
o entanto, alguns problemas pela pressão exercida pelos adversári
s frequentemente tensão.|| @t@bA pressão exercida pelos líquidos
randa dos Windsor, não? DJOB - A pressão exercida pelos "media" t
a-se cada vez mais em virtude da pressão exercida pelos @imovimen
Franco considerou inaceitável a pressão exercida pelos sindicali
elo capital e, por outro lado, a pressão exercida pelos trabalhad
encontra a massa magmática e da pressão exercida por essa massa
líquido resulta na diminuição da pressão exercida por esse gás na
vamente, um termo próprio para a pressão exercida por grupos que
o devida à acção de uma força de pressão exercida sobre uma dada
a da filha. É difícil imaginar a pressão exercida sobre uma mãe,
8 pressão exercidas1    
re as intensidades das forças de pressão exercidas na face superi
e as intensidades das forças de pressão exercidas na face inferi
evidamente fechada, as forças de pressão exercidas na sua superfí
ncia mostra-nos que as forças de pressão exercidas pela água sobr
e@i. Anteriormente, as forças de pressão exercidas pelo ar e vapo
inantemente sujeita às forças de pressão exercidas pelo ar atmosf
explicar o facto de as forças de pressão exercidas por um fluido
estão representadas as forças de pressão exercidas sobre o corpo
exerceram pressão 7.287    
2 exerceram pressão 2    
vitória dos Estados Unidos, que exerceram forte pressão para que
perações a meio-campo, zona onde exerceram grande pressão. Quando
exercendo pressão 7.142    
4 exercendo pressão 1    
actuarem em todas as direcções, exercendo pressão nas superfície
sangue entra nessas cavidades e, exercendo pressão nas válvulas a
correctamente estas e apertam-se exercendo pressão sobre as super
em nada conter. O ar está sempre exercendo pressão sobre os corpo
2 exercendo pressão 3    
pre toda a superfície da grosa e exercendo uma certa pressão. @tR
eve até ao intervalo. A Ucrânia, exercendo uma grande pressão no
pressão exerce 6.795    
4 exerce pressão 1    
a de vapor de água o qual também exerce pressão. Podemos assim di
do tijolo. Dizemos que o tijolo exerce pressão sobre a areia. Ma
, à superfície do saco: @ia água exerce pressão sobre a parede do
sípido@b e @binvisível@b. - O ar exerce pressão sobre os corpos.
exercer pressões 6.377    
4 exercer pressões 1    
Silvestre, é acusado de estar a exercer pressões junto dos profe
ando que Ancara "pretende apenas exercer pressões para que a Síri
o social, resistam à tentação de exercer pressões, respeitem a au
agita o tema da dissolução para exercer pressões sobre a conduta
2 exercer pressões 2    
e a França, país que tem vindo a exercer fortes pressões no senti
problema é que Clinton não pode exercer grandes pressões sobre o
pressões exercem 6.246    
2 exercem pressão 3    
co@i. Não são só os líquidos que exercem forças de pressão, em to
em contacto com qualquer corpo, exercem forças de pressão, força
exerceu pressão 6.083    
2 exerceu pressão 2    
o maior domínio da Irlanda, que exerceu forte pressão no meio-ca
s, no Estádio Fournier, Portugal exerceu maior pressão atacante e
exercer pressão 5.848    
6 exercer pressão 1    
empresários burlados passaram a exercer pressão junto de Alexand
admitir suspeitas de que estou a exercer pressão, o que para mim
avizinham para os pescadores, e exercer pressão para que o Gover
oduzidos na combustão, de modo a exercer pressão sobre a parte mó
a-se às peças a soldar de modo a exercer pressão sobre elas. Dura
. A resistência anunciou que vai exercer pressão sobre Portugaal
4 exercer pressão 2    
as são tão numerosas que poderão exercer alguma pressão. Este é o
e!» No fim de contas trata-se de exercer alguma pressão psicológi
cio do segundo tempo conseguiram exercer alguma pressão sobre a d
corre à infidelidade quando quer exercer uma pressão sobre aquele
*** 26 ARTERIAL (real:26) ***    
pressão arterial 8.256    
26 pressão arterial 1    
fumam têm valores mais baixos de pressão arterial. À partida, par
s de alto risco, como tabagismo, pressão arterial alta ou um enfa
s vai conduzir a uma elevação da pressão arterial. c) Álcool - Pe
intestinais, náuseas e subida da pressão arterial. Contudo, se in
caracteriza por uma elevação da pressão arterial. De qualquer mo
bulatórios, que permitem medir a pressão arterial do indivíduo du
ntamento de pesos que aumentam a pressão arterial durante o esfor
es (contribuindo para diminuir a pressão arterial e melhorar a pe
ia severa, palpitações, queda da pressão arterial e náuseas. @iNi
ia que o tabaco origina. Eleva a pressão arterial e o ritmo cardí
ai pela aorta, que tem o nome de pressão arterial e que se pode d
rtanto, peso equilibrado, melhor pressão arterial. e) Sedentarism
confiança e rigor na medição da pressão arterial. Ele é o padrão
exercício físico regular reduz a pressão arterial em cerca de 10
lesterol em circulação, quando a pressão arterial está elevada e
tinha efeitos favoráveis sobre a pressão arterial, etc. Actualmen
ão ter qualquer interferência na pressão arterial. No entanto, da
ar um medicamento para reduzir a pressão arterial. Portanto, peso
experimentam uma baixa súbita de pressão arterial, que pode mesmo
ipais factores que influenciam a pressão arterial. Realizaram-se
s com que contactam. 56. 1 - @iA pressão arterial resulta das for
e álcool contribui para elevar a pressão arterial, sendo portanto
vasos sanguíneos e faz baixar a pressão arterial. @t@iinfluência
ção dos pesos; a determinação da pressão arterial (valores de 18
ção e, obviamente, com o peso. A pressão arterial varia até ao lo
De salientar ainda que o padrão pressão arterial varia constante
*** 67 ALTA && ALTO (real:71) ***    
altas pressões 8.075    
48 altas pressões 1    
os - que, em altitude, deixam as altas pressões à direita e as ba
osfera. Assim, ao descer origina altas pressões à superfície, mas
urbações alternam com centros de altas pressões (anticiclones) co
s, pois, além de predominarem as altas pressões, as massas de ar
rológico mereça ser estudado. As altas pressões caracterizam o cl
a - e nesse caso, às baixas e às altas pressões chamam-se @bcentr
ar descendentes que originam as altas pressões continentais (ant
o Inverno. Durante o Inverno, as altas pressões continentais e as
em que predominam os núcleos de altas pressões, da frente intert
zonas mais secas correspondem às altas pressões das altas latitud
r da Europa e da Ásia centros de altas pressões de origem térmica
ninegrado à latitude de 60°N: As altas pressões do Inverno, espec
do continente asiático originava altas pressões e as massas de ar
deve-se sempre a uma situação de altas pressões, e esta situação
a baixas pressões à superfície e altas pressões em altitude. São
bre o continente (em situação de altas pressões). Este ar chega d
udes subtropicais, originando as altas pressões. Este esquema fic
rio norte; no hemisfério sul, as altas pressões ficam para a dire
centro da Europa. Este centro de altas pressões forma-se em conse
assim, no Inverno, os núcleos de altas pressões impedem as precip
damentalmente, daquele centro de altas pressões. Mas há outros fa
s ocorrem na estação quente e as altas pressões na estação fria.
ntos acontecem quando se centram altas pressões na Itália e baixa
apercebemo-nos da existência de altas pressões nas altas latitud
eja, em condições, por norma, de altas pressões. Nas latitudes mé
. Se durante o Inverno se formam altas pressões no continente, o
ntros de acção. Numa situação de altas pressões, o ar desce e div
anticiclónicos@b ou @bcentros de altas pressões@b (o valor decres
om os máximos no Verão devido às altas pressões oceânicas que ori
ões tropicais (desertos secos de altas pressões) onde chegam a at
de frente no rosto, ficam-nos as altas pressões para a esquerda e
uesa. c) @bZonas polares@b - nas altas pressões polares, de orige
udes e na região equatorial. Das altas pressões polares divergem
es nas altas latitudes (chamadas @baltas pressões polares@b) e ta
na-se pesado e desce, originando @baltas pressões@b. Portanto, a  
midos, do mar para a terra, e as altas pressões provocam ventos c
e calor por radiação originam as altas pressões siberianas e as d
ca, já mais próximo das áreas de altas pressões subtropicais, é m
ubtropicais pela subsidência. As altas pressões subtropicais, fun
t stream. O ar polar alimenta as altas pressões subtropicais junt
e@b ou westerlies que provêm das altas pressões subtropicais. Na
as pressões no Mediterrâneo. Das altas pressões subtropicais, nom
slocamentos dos jet streams e às altas pressões subtropicais@b. O
titudes e, à direita, origina as altas pressões subtropicais pela
Verão, devido às influências das altas pressões subtropicais que
estão envolvidos por centros de @baltas pressões subtropicais@b,
s, provocando assim uma faixa de altas pressões; sugado para as b
nós. b) @bZona temperada@b - das altas pressões tropicais desloca
3 pressões altas 2    
mais secas correspondem às altas pressões das altas latitudes e v
que a pressão do líquido atinja pressões mais altas que o normal
ebemo-nos da existência de altas pressões nas altas latitudes (ch
alta pressão 4.729    
13 alta pressão 1    
es de fácies, nomeadamente as de alta pressão; - Coombs @iet al.@
nsgás, concessionária da rede de alta pressão, a nova fonte dever
dos, a concessionária da rede de alta pressão do gás natural, que
ntem possível recristalização de alta pressão e, por isso, poster
hos de construção do gasoduto de alta pressão entre Setúbal/ Brag
erilizados por ebulição, vapor a alta pressão, formalização ou su
iclónica, é uma área alongada de alta pressão. O @btalvegue@b, ou
de humidade do ar, com baixa ou alta pressão ou com mudança do c
scarga um volume de ar (V-c-), a alta pressão (P-2-), fica no vol
o ao deslocamento dos núcleos de alta pressão para latitudes mais
mudança rápida duma atmosfera de alta pressão para uma atmosfera
te sol a brilhar! A tão esperada alta pressão parecia que tinha v
os; - @igases incandescentes@i a alta pressão. Trata-se de @bespe
*** 50 BAIXA (real:50) ***    
pressões baixas 8.063    
33 baixas pressões 1    
as altas pressões à direita e as baixas pressões à esquerda no he
-se mais leve e sobe, originando @bbaixas pressões@b à superfície
s em altitude; ao subir, provoca baixas pressões à superfície e a
intas: - uma em consequência das baixas pressões às quais se asso
tuguês ficar sob a influência de baixas pressões associadas a per
está na presença de um centro de baixas pressões centrado na Pení
te no Inverno, nas zonas onde as baixas pressões conseguirem pene
este nas orientais. No Verão, as baixas pressões continentais são
de oeste tem, à sua esquerda, as baixas pressões das médias latit
é quase constante. No Verão, as baixas pressões de origem térmic
ta» proporcionando a invasão das baixas pressões devastadoras. Os
do do zénite, arrasta consigo as baixas pressões, e daí as chuvas
nvergência, isto é, das zonas de baixas pressões, e por isso é es
pressões à superfície, mas cria baixas pressões em altitude; ao
são de tipo convectivo, pois as baixas pressões equatoriais, aco
e altas pressões; sugado para as baixas pressões equatoriais, aí
equador está assim envolvido por @bbaixas pressões equatoriais@b,
ações frontais. Estes centros de baixas pressões, localizados no
m nas latitudes subtropicais. As baixas pressões localizam-se nas
aparentemente, das altas para as baixas pressões. Logo, o resulta
ntram altas pressões na Itália e baixas pressões na Europa centra
cal originado pela existência de baixas pressões no Mediterrâneo.
esce e diverge e em situações de baixas pressões, o ar sobe e con
ue suplantam todos os outros. As baixas pressões ocorrem na estaç
quedas coincidem com as zonas de baixas pressões, onde se verific
tas pressões na estação fria. As baixas pressões originam sempre
rmando uma cintura de centros de baixas pressões, ou de depressõe
de @bconvergência@b ou zonas de baixas pressões. Quando estas co
rovocam a formação de centros de baixas pressões. São estas @bdep
m o centro, especialmente quando baixas pressões se localizam no
os de leste@b que sopram para as baixas pressões subpolares e que
lidade e da migração das altas e baixas pressões. @t@bCLIMA: DEFI
ores; - outra condicionada pelas baixas pressões térmicas da Pení
baixa pressão 4.929    
10 baixa pressão 1    
ste. Retorno por ar comprimido a baixa pressão (0, 5 a 1kgf/ cm+
m tubo de vidro contendo o gás a baixa pressão .Analisando a luz
ponto de vista climatológico, a baixa pressão atmosférica ocasio
a-Aracena, com o metamorfismo de baixa pressão .c) Geologia de Tr
ta pressão para uma atmosfera de baixa pressão e é a mais importa
s@b. Também os gases e vapores a baixa pressão emitem luz quando:
aconteceu com gradiente de mais baixa pressão ,mas com temperatu
mb correspondem a @bcentros de baixa pressão @b,ou @bcentros ci
rmédia (Barroviana) ao regime de baixa pressão ,para o intervalo
ste. Retorno por ar comprimido a baixa pressão (por exemplo 0, 5k
*** 21 CEDER (real:21) ***    
cedeu pressões 7.432    
4 cedeu pressões 2    
r Jorge perdeu dois jogos porque cedeu a pressões e colocou em ca
spor de provas de que a Comissão "cedeu a pressões exteriores". A
toconsumo é ainda forte. Ninguém cedeu às pressões da autarquia,
ou por querer a conciliação, mas cedeu às pressões de Pacheco Per
ceder pressões 7.149    
9 ceder pressões 2    
isco de ser visto como estando a ceder a pressões. Caso não haja
sidente do IBL acusa ministro de ceder a pressões da Maçonaria Aj
ensão, acusando a CBI de estar a ceder a pressões. "O que aqui es
isco de ser visto como estando a ceder a pressões políticas, circ
orto, que o seu partido não deve ceder às pressões de alguns sect
a, a nível governamental, está a ceder às "pressões dos interesse
has e revolta-se, disposta a não ceder às pressões dos juízes, do
dia. «É por isso que não se pode ceder às pressões existentes e r
grama global, o Estado acaba por ceder às pressões locais", atalh
3 cedido pressões 2    
a, Manuel Maria Carrilho, de ter cedido a pressões da Maçonaria,
Herzegovina parece ter sobretudo cedido às pressões do Presidente
das. Se tivéssemos sido fracos e cedido às pressões socialistas,
cedendo pressão 6.737    
3 cedendo pressão 2    
privada dos sistemas municipais, cedendo à pressão das multinacio
caminho-de-ferro, nalguns casos, cedendo à pressão dos operadores
caminho-de-ferro, nalguns casos cedendo à pressão dos operadores

 

COMPLEXO (Excerto)  
 
11 INFERIORIDADE  
 
complexos inferioridade 8.891  
 
5 complexos inferioridade 2    
: os jockeys, sofrendo de graves complexos de inferioridade face
o uma maneira de driblar os seus complexos de inferioridade histó
síquicas de carácter altruísta e complexos de inferioridade peran
m preconceitos nacionalistas nem complexos de inferioridade, porq
do gulag para se libertarem dos complexos de inferioridade. "Tem
 
complexo inferioridade 8.047  
 
6 complexo inferioridade 2    
 
crifício, perseguindo-nos até ao complexo de inferioridade,

ao ti

que jamais conseguira dominar o complexo de inferioridade

causad

camente, Edith Head sofreu de um complexo de inferioridade

em rel

ado nos cafés e cabeleireiros, o «complexo de inferioridade». O b
Hoje o Sr. Truman, liberto já do complexo de inferioridade

que a

exo de inferioridade». O bendito «complexo de inferioridade» que
 
25 TURÍSTICO  
 
complexo turístico 7.766  
 
20 complexo turístico 1    
 
ntre a qual se ergue o acolhedor complexo turístico. Chegados à m
s às riscas, enfiados num antigo complexo turístico, encontram-se
encontra-se refugiado num antigo complexo turístico de luxo, sobr
: Complexo turístico na Caparica Complexo turístico na Caparica A
ado o conjunto arquitectónico do complexo turístico e hoteleiro q
tos em obras de restruturação do complexo turístico

da Penha, alé

jecto de instalação de um enorme complexo turístico na Península
eu há poucos meses um importante complexo turístico na Quinta da
ida, foi inaugurado um magnífico complexo turístico: o Caesar Par
rramento do hotel, integrado num complexo turístico atingido pela
altura da sua compra em 1982, o complexo turístico encontrava-se
a empresa referiu ao EXPRESSO, o complexo turístico será contruíd
Filipe Sebastião JORNAL PUBLICO: Complexo turístico na Caparica C
ande Judas lança a sua revolução Complexo turístico

na Caparica "

riedades, o abastecimento do seu complexo turístico com frutas, v
stão adquiridos . No futuro , um complexo turístico nascerá em Ca
a camarária, dizia respeito a um complexo turístico a implantar n
io de ccontos na costrução de um complexo turístico

em Alhos Vedr

Texto Pereira de Sousa Fotos Um complexo turístico está em vias
     
complexos turísticos 7.493  
 
5 complexos turísticos 1    
 
ir a financiar a recuperação dos complexos turísticos, cujo patri
is anos, quer na recuperação dos complexos turísticos

de Vidago e

orme ambos os empreendimentos em complexos turísticos

que integra

deias de hotéis, grandes hotéis, complexos turísticos, transporta
ada o que pode ser apreciado são complexos turísticos

pretensioso

 
6 MOLÉCULA  
 
moléculas complexas 7.539  
 
4 moléculas complexas 1    
 
duas etapas. Na primeira fase as moléculas complexas, como poliss
tubo B'. Podemos inferir que as moléculas complexas, para podere
enzimas que vão actuar sobre as moléculas complexas que ainda es
ubstrato. Nas transformações das moléculas complexas em moléculas
 
27 DESPORTIVO  
 
complexo desportivo 7.205  
 
25 complexo desportivo 1    
 
cadas feitas no molhe do rio, do complexo desportivo da Cova e do
ar. Agora, conseguiu uma sala no complexo desportivo da Lapa, que
stalações, as quais se situam no complexo desportivo da Luz. Aí,
r três mil; à tarde, inaugurei o Complexo Desportivo de Pedrouços
assistir, mas, tratando-se de um complexo desportivo de um clube,
no Pavilhão Borges Coutinho, no complexo desportivo do Estádio d
ização vai utilizar o remodelado complexo desportivo do Estádio U
s 97 mil contos para as obras do complexo desportivo do Monte Ave
ira abandonava as instalações do Complexo Desportivo do Vitória s
rabalhos a mais na construção do complexo desportivo e cultural d
ministração directa. As obras no complexo desportivo e de lazer d
has terem acesso aos relvados do complexo desportivo Knockrabo, o
onte autárquica -, o projecto do complexo desportivo municipal de
ico, é a construção de um grande complexo desportivo municipal, o
lvados naquele que já é o melhor complexo desportivo português vo
as empreitadas". A construção do Complexo Desportivo Regional - 1
e capítulo está na construção do complexo desportivo regional da
 
complexos desportivos 6.281  
 
2 complexos desportivos 1    
 
em cinemas, casas particulares e complexos desportivos abandonado
ndo - a rua termina numa zona de complexos desportivos onde a est
 
4 VITAMINA  
 
vitaminas complexo 6.626  
 
2 vitaminas complexo 2    
 
como ácidos aminados essenciais, vitaminas do complexo B e C, e c
ma nervoso. A carência em certas vitaminas do complexo B pode pro
 
2 vitaminas complexo 3    
 
, de proteínas animais, cálcio e vitaminas A, do complexo B e C.
pessoas jovens, especialmente as vitaminas A, do complexo B e C.
 
13 EXTREMAMENTE  
 
extremamente complexo 5.980  
 
10 extremamente complexo 1    
 
dá uma estrutura ou um conteúdo extremamente complexo. Não falta
ral@t O funcionamento cerebral é extremamente complexo. A sua act
natural do planeta - é frágil, é extremamente complexo e inconsta
dmite Gilbert Sabine - @B" mas é extremamente complexo restringir
ta-se de um problema de educação extremamente complexo. A prevenç
putador entra num ciclo infinito extremamente complexo que pode d
bol júnior). «Sabes como eu sou, extremamente complexo, eu sou ex
u, extremamente complexo, eu sou extremamente complexo, percebes?
 
extremamente complexa 5.750  
 
3 extremamente complexa 1    
 
caracterização do seu objecto é extremamente complexa, como pare
0 000 outros neurónios. É, pois, extremamente complexa a rede que
ções a circulação geral torna-se extremamente complexa, porque en
Pereira, L. A. S., & Mendes, A. (2002). An Electronic Dictionary of Collocations for European Portuguese: Methodology, Results and Applications. In Proceedings of the 10th EURALEX International Congress, August 13-17 2002, Copenhagen, Denmark. Retrieved from https://euralex.org/publications/an-electronic-dictionary-of-collocations-for-european-portuguese-methodology-results-and-applications/