Filologia
Grau académico
Doutoramento
Licenciatura
Situação profissional
Professor Catedrático Aposentado
Áreas de Investigação
Linguística Histórica, Crítica Textual
Instituição
Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Centro de Linguística da Universidade de Lisboa
Início Fim Descrição
2012 2013

Presidente da Assembleia de Faculdade da FLUL

2009 2013

Director, Área de Ciências da Linguagem, FLUL

2008 2010

Director, CLUL

2004 2006

Presidente, Departamento de Linguística Geral e Românica

1996 1998

Professor Bibliotecário, FLUL

1995 2004

Director, Cátedra de Estudos Galegos

Projetos em que é Investigador Responsável
Projetos em que é Membro
Projetos concluídos em que foi Membro
Designação I.R.
Linguagens Fronteiriças: Mirandês
Manuela Barros Ferreira

Publicações selecionadas

Castro, I. (2019). O Legado de Leite de Vasconcelos na Universidade de Lisboa (p. 193). Imprensa Nacional.
Castro, I. (2017). Os de Vasconcelos. In Gallaecia. Estudos de linguistica portuguesa e galega. (pp. 61-93). Santiago de Compostela: Santiago. http://doi.org/http://dx.doi.org/10.15304/cc.2017.1080.37
Castro, I. (2017). A Estrada de Cintra. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda.
Castro, I. (2015). The Manuscript Tradition of the Regula Benedicti in Portuguese. Portuguese Studies, pp. 196-209.
Castro, I. (2015). Fernando Pessoa, Poemas de Alberto Caeiro, ed. genética e crítica (p. 359). Lisboa: IN-CM.
Castro, I. (2012). Vésperas brasilianas. In M. Santiago-Almeida & Lima-Hernandes, M. (Eds.), História do Português Paulista, Modelos e Análises (Vol. III, pp. 45-72). Campinas: Instituto de Estudos da Linguagem/Unicamp.
Castro, I. (2012). From print to script. In Private: do (not) enter. Personal Writings and Textual Scholarship (J. Dionísio (ed), pp. 135-143). Amsterdam/New York: Variants 8.
Castro, I. (2011). Forces d’unió i separació en l’espai de la llengua portuguesa. In La gestió interestatal de les llengues transfrontereres (pp. 55-66). Barcelona: Institut d’Estudis Catalans.
Castro, I. (2007). Camilo Castelo Branco, Amor de Perdição. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda.
Castro, I. (2006). Fallar e a tradição peninsular da Demanda. Santa Barbara Portuguese Studies: Galician / Portuguese Poetry, Prose And Linguistics. A Special Issue Devoted To The Middle Ages, Vi:, 262-271.
Castro, I. (2004). Introdução à História do Português. Lisboa: Colibri.
Castro, I. (Ed.). (2004). Poemas de Fernando Pessoa. 1931-1933, ed. crítica. IN-CM.
Pessoa, F. (2001). Poemas de Fernando Pessoa. 1921-1930, ed. crítica. (I. Castro, Ed.). IN-CM.
Castro, I. (1997). Parole d’auteur contre parole de dossier: sémiotique de l’archive chez Fernando Pessoa. Génésis, 10, 59-72.

Todas as publicações

Castro, I. (2019). O Legado de Leite de Vasconcelos na Universidade de Lisboa (p. 193). Imprensa Nacional.
Castro, I. (2018). Longos apelidos antigos. In Discurso(s) de Cumplicidade(s). Homenagem a Fernanda Menéndez (pp. 23-32). Húmus.
Castro, I. (2017). Os de Vasconcelos. In Gallaecia. Estudos de linguistica portuguesa e galega. (pp. 61-93). Santiago de Compostela: Santiago. http://doi.org/http://dx.doi.org/10.15304/cc.2017.1080.37
Castro, I., Rodrigues-Moura, E., & de Barros, L. (2017). A Fénix Renascida, ed. crítica (p. 875). Gulbenkian.
Castro, I., & Silvestre, J. P. (2017). José Leite de Vasconcelos, Dicionário de Regionalismos e Arcaísmos. . Retrieved from http://alfclul.clul.ul.pt/teitok/dra/index.php?action=home
Castro, I., & Pimenta, C. (2017). Camilo Castelo Branco. Novelas do Minho. Lisboa: Imprensa Nacional Casa da Moeda.
Castro, I. (2017). A Estrada de Cintra. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda.
Castro, I. (2016). Glórias Centenárias. In Genuína Fazendeira. Os frutíferos 100 anos de Cleonice Berardinelli, (pp. 309-316). Rio de Janeiro: Bazar do Tempo.
Correia, Â., & Franco, P. (2016). Camilo Castelo Branco, A Sereia (critical edition). Imprensa Nacional.
Castro, I., & Oliveira, R. (2016). Camilo Castelo Branco. Memórias do Cárcere. Lisboa: Imprensa Nacional Casa da Moeda.
Castro, I. (2015). The Manuscript Tradition of the Regula Benedicti in Portuguese. Portuguese Studies, pp. 196-209.
Castro, I. (2015). A nova ortografia tem 25 anos. In Diacrítica, 29/1 (In Memoriam José de Azevedo Ferreira) (pp. 499-508). .
Castro, I. (2015). Fernando Pessoa, Poemas de Alberto Caeiro, ed. genética e crítica (p. 359). Lisboa: IN-CM.
Castro, I. (2015). Obra Essencial de Fernando Pessoa, 9 vols. Lisboa: Expresso-AletheiaINCM.
Castro, I. (2014). Die portugiesische Sprache: Vergangenheit, Gegenwart und Zukunft. In Portugal. 40 Jahre Demokratie (pp. 18-23). Graz: Universidade de Graz.
Castro, I. (2013). Formação da língua portuguesa. In Gramática do Português (pp. 5-14). Lisboa: Gulbenkian.
Castro, I. (2012). Emendas em curso de escrita. In Nada na linguagem lhe é estranho (Homenagem a Isabel Hub Faria) (A. Costa e I. Duarte (eds), pp. 423-432). Porto: Afrontamento.
Castro, I. (2012). Vésperas brasilianas. In M. Santiago-Almeida & Lima-Hernandes, M. (Eds.), História do Português Paulista, Modelos e Análises (Vol. III, pp. 45-72). Campinas: Instituto de Estudos da Linguagem/Unicamp.
Castro, I. (2012). From print to script. In Private: do (not) enter. Personal Writings and Textual Scholarship (J. Dionísio (ed), pp. 135-143). Amsterdam/New York: Variants 8.
Castro, I. (2011). Forces d’unió i separació en l’espai de la llengua portuguesa. In La gestió interestatal de les llengues transfrontereres (pp. 55-66). Barcelona: Institut d’Estudis Catalans.
Castro, I. (2011). Forces d’unió i separació en l’espai de la llengua portuguesa. In La gestió interestatal de les llengues transfrontereres (pp. 55-66). Barcelona: Institut d’Estudis Catalans.
Castro, I. (2011). Língua de Camões. In Dicionário de Luís de Camões (pp. 461-469). Caminho.
Castro, I. (2011). Ideias e opiniões seladas: diálogo entre Leite de Vasconcelos e Carolina Michaëlis sobre o galego-português. Floema - Ano V, pp. 83-102.
Castro, I. (2010). Notas sobre a língua do Livro de como se fazen as cores (ms. Parma 1959). In The Materials of the Image. As Matérias da Imagem (pp. 87-96). Lisboa: IHA.
Castro, I. (2010). As políticas linguísticas do português. In Actas do XXV Encontro Nacional da Associação Portuguesa de Linguística (2009) (pp. 65-71). APL.
Castro, I. (2010). "Filologia Pessoana" Studi su Fernando Pessoa. Brunello De Cusatis, 14.
Castro, I. (2009). Galicia no espazo cultural da Lusofonía. In H. Monteagudo (Ed.), Sociedades plurilingües: da identidade á diversidade (pp. 219-252). Santiago de Compostela: Consello da Cultura Galega.
Castro, I. (2008). “A casa fechada”, O Trabalho da Teoria. In Actas do colóquio de homenagem a Vítor Aguiar e Silva (Ponta Delgada, 15 e 16 de Novembro de 2007) (I, pp. 111-120). Ponta Delgada: Universidade dos Açores.
Castro, I. (2008). A importância da rasura no manuscrito de Amor de Perdição. In O Domínio do Instável (A Jacinto do Prado Coelho) (pp. 161-180). Caixotim.
Castro, I. (2008). O português, de Compostela ao Atlântico Sul. In G. Lanciani (Ed.), Da Roma all’Oceano. La lingua portoghese nel mondo (pp. 13-16). Roma: La Nuova Frontiera.
Castro, I. (2008). Galiza no espaço cultural e simbólico da Lusofonia. .
Castro, I. (2008). Editando o Livro de José de Arimateia. Filologia E Linguistica Portuguesa.
Castro, I. (2007). A Descensão de Maria. In Actas do I Congreso Internacional de Onomástica Galega “Frei Martín Sarmiento” (2002) (pp. 141-147). Santiago de Compostela: Asociación Galega de Onomástica.
Castro, I. (2007). Uma língua que veio de longe. Lusa – A Matriz Portuguesa, pp. 110-119. São Paulo.
Castro, I. (2007). Geografia e storia della lingua portoghese. In Letteratura del Portogallo. Quaderni del Premio Letterario Giuseppe Acerbi (pp. 40-42). Verona: Edizioni Fiorini.
Castro, I. (2007). A língua. In A. Reis (Ed.), Retrato de Portugal (pp. 101-113). Lisboa: Instituto Camões/Temas e Debates.
Castro, I. (2007). Camilo Castelo Branco, Amor de Perdição. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda.
Castro, I. (2007). Amor de Perdição, ed. genética e crítica. IN-CM.
Castro, I., Rodrigues-Moura, E., & Vieira, Y. (2006). Cartas a três (Carolina Michaëlis entre Leite e Schuchardt). O Arqueólogo Português, pp. 451-470.
Castro, I. (2006). A Demanda do Santo Graal e as suas edições. Revista Portuguesa De Filologia (Miscelânea Herculano De Carvalho), pp. 125-144.
Castro, I. (2006). Fallar e a tradição peninsular da Demanda. Santa Barbara Portuguese Studies: Galician / Portuguese Poetry, Prose And Linguistics, pp. 262-271.
Castro, I. (2006). Escrita bordada. In G. Santos & Velho, G. (Eds.), Artifícios e Artefactos. Entre o literário e o antropológico (pp. 51-62, 193-196). Viveiros de Castro Ed.
Castro, I. (2006). Introdução à História do Português (II). Lisboa: Colibri.
Castro, I. (2006). Storia della Lingua Portoghesa. Roma: Bulzoni.
Castro, I. (2006). Fallar e a tradição peninsular da Demanda. Santa Barbara Portuguese Studies: Galician / Portuguese Poetry, Prose And Linguistics. A Special Issue Devoted To The Middle Ages, Vi:, 262-271.
Castro, I. (2005). Verbetes "Acordos Ortográficos" e "Língua Portuguesa". In Dicionário Temático da Lusofonia (pp. 24, 607-608). Texto.
Castro, I. (2005). Mais sobre antroponímia luso-brasileira: dados cariocas. In Ciências da Linguagem: 30 anos de investigação e ensino (pp. 45-52). Universidade do Minho.
Castro, I. (2004). A primitiva produção escrita em português. In Orígenes de las lenguas romances en el Reino de León (Vol. II, pp. 69-97). Centro de Estudios e Investigación San Isidoro.
Castro, I. (2004). A atribuição do nome próprio no espaço luso-brasileiro. In Novi te ex nomine. Estudos filolóxicos ofrecidos ao Prof. Dr. Dieter Kremer. Coruña: Fund. Barrié.
Castro, I., Álvarez, R., & Santamarina, A. (2004). Autógrafos e génese textual na literatura galega. In (Dis)cursos da escrita. Estudos de filoloxia galega ofrecidos en memoria de Fernando R. Tato Plaza (pp. 71-79). Fund. Barrié.
Castro, I. (2004). A antiga documentação de Portugal. In Actas do XIX Encontro Anual da Associaçáo Portuguesa de Linguística, (pp. 47-83). APL.
Castro, I. (2004). Introdução à História do Português. Lisboa: Colibri.
Castro, I. (Ed.). (2004). Poemas de Fernando Pessoa. 1931-1933, ed. crítica. IN-CM.
Castro, I. (2003). O linguista e a fixação da norma. In Actas do XVIII Encontro Nacional da Associação Portuguesa de Linguística (pp. 11-24). APL.
Castro, I. (2003). “Abelaira, Pessoa e os Gramáticos”, Criação e Crítica. In Homenagem de 8 poetas e 8 ensaístas a Giulia Lanciani (pp. 65-76). Lisboa: Caminho.
Castro, I. (2003). História da Língua Portuguesa. In Actas dos IX Cursos Internacionais de Verão de Cascais (pp. 17-26). C. M. Cascais.
Castro, I., & Duarte, I. (2003). Razões e Emoção. Miscelânea de estudos em homenagem a Maria Helena Mira Mateus (Vol. 2). Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda.
Castro, I. (2002). Auto-retrato de Leite de Vasconcelos. In Razões e Emoção (Vol. I, p. 5). .
Castro, I. (2002). Sur le bilinguisme littéraire castillan-portugais. In La littérature d’auteurs portugais en langue castillane (p. 12). .
Castro, I. (2002). A língua de Cleonice. In Cleonice Berardinelli (pp. 230-240). Instituto Camões.
Castro, I., Madureira, M., & Amado, T. (2002). Sobre a edição do Livro de José de Arimateia. In C. Neves (Ed.), Matéria de Bretanha em Portugal (p. 9). Colibri.
de Vasconcelos, J. L. (2002). Dicionário de Regionalismos e Arcaísmos. Letra C (Ca-Cuzudo). (I. Castro, Ed.). Centro de Linguística da Universidade de Lisboa.
de Vasconcelos, L. (2002). Dicionário de Regionalismos e Arcaísmos. Letra B (Baba-Buzio). (I. Castro, Ed.). Centro de Linguística da Universidade de Lisboa.
Castro, I. (2002). Galegos e Mouros (p. 41). Lisboa: Colibri/Cátedra de Estudos Galegos.
Castro, I. (2001). La Materia di Bretagna in Portogallo. In L. S. Picchio (Ed.), Il Portogallo. Dalle origini al Seicento (pp. 195-205). Passigli.
Castro, I. (2001). Metodologia do Aparato Genético. In M. Simões & Pinto-Correia, J. D. (Eds.), Memória dos Afectos (p. 12). Colibri.
Castro, I. (2001). Diversidade Linguística. In Mais Línguas, Mais Europa (pp. 23-25). Colibri.
Castro, I. (2001). Agenda 2001 – A nossa magna língua portuguesa. Lisboa: Instituto Camões.
Castro, I., Marquilhas, R., & Albino, C. (2001). O Tempo da Língua. Lisboa: Instituto Camões.
Pessoa, F. (2001). Poemas de Fernando Pessoa. 1921-1930, ed. crítica. (I. Castro, Ed.). IN-CM.
Castro, I. (2000). Rodrigues Lapa e as origens do romance de cavalaria em Portugal. In Filologia, Literatura e Linguística. Homenagem a Rodrigues Lapa (pp. 145-156). Fund. Eng. António de Almeida.
Castro, I. (1999). Verbetes “Ramón Menéndez Pidal”, “Enrico Molteni”, “Oskar Nobiling” e “José Joaquim Nunes”. In Biblos. Enciclopédia Verbo das Literaturas de Língua Portuguesa (Vol. III). Verbo.
Castro, I. (1999). Relação entre a investigação e o ensino universitário. In A Faculdade de Letras em debate (pp. 91-93). Colibri.
Castro, I. (1999). Filologia do texto pessoano. In Actas do Congresso Internacional organizado por motivo dos vinte anos do Português no ensino superior (pp. 95-106).
Castro, I. (1999). A fascinação dos espólios. Leituras, pp. 161-166.
de Vasconcellos, J. L. (1999). Dicionário de Regionalismos e Arcaísmos. Letra A (A-Azurareira). (I. Castro, Ed.). Centro de Linguística da Universidade de Lisboa.
Castro, I. (1998). Lusofonia. Discursos, pp. 68-77.
Castro, I. (1998). O fragmento galego do Livro de Tristan. In Homenaxe a Ramón Lorenzo (Vol. I, pp. 135-149). Galaxia.
Castro, I., & Mendes, P. (1998). O Dicionário de Regionalismos e Arcaísmos (DRA) de Leite de Vasconcellos. Revista Lusitana, pp. 91-117.
Castro, I. (1997). Verbetes “Filologia” e “Manuel Rodrigues Lapa”. In Biblos. Enciclopédia Verbo das Literaturas de Língua Portuguesa (Vol. II). Lisboa: Verbo.
Castro, I. (1997). O Livro de José de Arimateia. In História e Antologia da Literatura Portuguesa. Séculos XIII-XIV, (pp. 39-43). Fundação Gulbenkian.
Castro, I. (Ed.). (1997). Actas do XII Encontro Nacional da Associação Portuguesa de Linguística. Lisboa: Associação Portuguesa de Linguística.
Castro, I. (1997). Parole d’auteur contre parole de dossier: sémiotique de l’archive chez Fernando Pessoa. Génésis, 10, 59-72.
Castro, I. (1996). Os ossos de Camões. In Actas do Congresso Internacional sobre o Português (pp. 403-409). Lisboa: Associação Portuguesa de Linguística.
Castro, I. (1996). Para uma história do português clássico. In Actas do Congresso Internacional sobre o Português (pp. 135-150). Associação Portuguesa de Linguística.
de Macedo, J. T. (1996). Obras Inéditas. Ensaio sobre o estudo historico das linguas. Elementos de Grammatica Portugueza. (I. Castro, Ed.). Associação Portuguesa de Linguística.
Castro, I., Vasconcelos, M., Duarte, L. F., Dionísio, J., Mendes, J., Prista, L., & da Silveira, J. N. (1995). Poemas para Cleonice. In Cleonice. Clara em sua Geração (Miscelânea Cleonice Berardinelli) (pp. 186-206). Rio de Janeiro: UFRJ.
Castro, I., & Cunha, C. (1995). O retorno à Filologia. Miscelânea De Estudos Linguísticos, Filológicos E Literários In Memoriam, pp. 511-520.
Castro, I., Vasconcelos, M., Duarte, L. F., Dionísio, J., Mendes, J., Prista, L., & N., J. (1995). Clara em sua Geração (Miscelânea Cleonice Berardinelli) (pp. 186-206). Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Alves, A. B., Castro, I., Fernandes, M., Gonçalves, V., Marquilhas, R., Martins, C., et al. (1995). Proposta de Convenção Ortográfica Mirandesa. (M. B. Ferreira & Raposo, D., Eds.) (p. 44). Miranda do Douro: Câmara Municipal de Miranda do Douro.
Castro, I. (1995). José de Azevedo Ferreira. Revista Internacional De Língua Portuguesa, 13, 96-98.
da Silveira & L. (1995). da Silveira & L. Prista (1995). Eliezer: Ascensão E Queda De Um Romance Pessoano, In Antico-Moderno, 1, 195-208.
Castro, I. (1994). La mano que habla al cerebro. Substratum Ii, 4, 65-91.
Castro, I. (1994). A isoglossa de Tordesillas. Revista De Filología Románica.
Castro, I. (1993). A elaboração da língua portuguesa, no tempo do Infante D. Pedro. Biblos, LXIX, 10.
Castro, I. (1993). Reler Cintra. Revista Lusitana, 11, 4.
Castro, I. (1993). Verbetes “Cintra, Luis Filipe Lindley”, “Demanda do Santo Graal”, “História de Vespasiano”, “Livro de José de Arimateia”, “Livro de Esopo”, “Matéria de Bretanha”, “Merlim”. In Dicionário da Literatura Medieval Galega e Portuguesa. Lisboa: Caminho.
Castro, I. (1993). Intenções finais e mais intenções. In Defesa da Edição Crítica de Fernando Pessoa (p. 65). Lisboa: Lisboa.
Castro, I. (1993). Geografia e história da língua portuguesa. Noesis, 26, 3.
Castro, I. (1992). Enquanto os escritores escreverem.. (Situação da crítica textual moderna). In Atas do IX Congresso da Associação de Linguística e Filologia da América Latina (ALFAL), Campinas, 1990 (Vol. I, p. 31). Campinas: Unicamp.
Castro, I., Dionísio, J., da Silveira, J. N., & Prista, L. (1992). Eliezer. Ascensão e queda de um romance pessoano. Revista Da Biblioteca Nacional, 2(7 (1), 62.
Castro, I. (1992). Camilo, questões de génese. In Actas do XIII Encontro de Professores Universitários Brasileiros de Literatura Portuguesa (Rio, 1990) (p. 9). Rio de Janeiro: UFRJ.
Castro, I. (1992). A paisagem como palimpsesto, no território da Notícia de Torto. In A Imagem do Mundo na Idade Média. Actas (p. 9). Lisboa: ICALP.
da Silveira & L. (1992). da Silveira & L. Prista, 7.
Castro, I., Marquilhas, R., & Acosta, L. (1991). Curso de História da Língua Portuguesa. Lisboa: Universidade Aberta.
Castro, I. (1991). Luís Filipe Lindley Cintra (notícia bio-bibliográfica). Revista Internacional Da Língua Portuguesa, (5/6), 4.
Castro, I. (1991). Ortografia portuguesa. In Falar Melhor, Escrever Melhor (p. 39). Lisboa: Selecções do Reader’s Digest.
Castro, I. (1991). A língua portuguesa no tempo e no espaço. In Falar Melhor, Escrever Melhor (p. 37). Lisboa: Selecções do Reader’s Digest.
Castro, I. (1990). Editar Pessoa. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda.
Castro, I. (1990). Edição Crítica de Pessoa: o modelo editorial adoptado. In Um Século de Pessoa. Encontro Internacional do Centenário de Fernando Pessoa (Lisboa, 1988) (p. 10). Lisboa: Secretaria de Estado da Cultura.
Castro, I. (1990). A casa a meio do outeiro. In Actas do IV Congresso Internacional de Estudos Pessoanos (São Paulo, 1988) (Vol. I, p. 7). Porto: Fundação Eng. António de Almeida.
Castro, I. (1990). A investigação antroponímica em Portugal. In Actes du 1er. Colloque du Dictionnaire Historique des Noms de Famille Romans (Trèves, 1987) (p. 4). Tübingen: Max Niemeyer.
Castro, I. (1989). História da Língua/Ensino da Língua. In Actas do Congresso sobre a Investigação e Ensino do Português (Lisboa, 1987) (p. 10). Lisboa: ICALP.
Castro, I. (1989). “O charme discreto da ortografia”, Anais do I Congresso Internacional da Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Rio, 1987). Letra, 3, 11.
Castro, I. (1988). Contribuição para a bibliografia de Frei Jerónimo Baía. Claro-Escuro, I, 11.
Castro, I. (1988). Remarques sur la tradition manuscrite de l’Estoire del Saint Graal. In Homenagem a Joseph M. Piel (p. 12). Tübingen: Max Niemeyer.
Castro, I. (1988). Karl Pietsch e a sua edição dos Spanish Grail Fragments. In Actas del I Congreso Internacional de Historia de la Lengua Española (Cáceres, 1987) (Vol. II, p. 7). Madrid: Arco-Libros.
Castro, I. (1988). “Os estudos de lexicografia em Lisboa”, Colóquio de Lexicografia (Santiago, 1986). Verba, anexo 29, 5.
Castro, I. (1988). A criação da Equipa Pessoa. Revista Da Biblioteca Nacional, 2(3 (3), 14.
Castro, I. (1988). Apresentação da edição crítica do ‘Guardador de Rebanhos’. In Littérature Latino-Americaine et des Caraïbes du XX. siècle. Théorie et Pratique de l’Edition Critique (p. 6). Roma: Bulzoni.
Castro, I. (Ed.). (1988). Sete Ensaios sobre a obra de J. M. Piel (p. 201). Lisboa: Instituto de Linguística da Faculdade de Letras de Lisboa.
Castro, I. (1988). Ortographe et adrénaline. La Quinzaine Littéraire, 519, 23.
Castro, I., Duarte, I., & Leiria, I. (1987). A Demanda da Ortografia Portuguesa. Lisboa: Edições João Sá da Costa.
Castro, I. (1987). Uma dialectologia pouco conhecida: a Ortografia Nacional de Gonçalves Viana. In Actas do 2º Encontro da Associação Portuguesa de Linguística (Lisboa, 1986) (p. 11). Lisboa: Associação Portuguesa de Linguística.
Castro, I. (1986). Para o texto de ‘O Guardador de Rebanhos. In Actes du Colloque Critique Textuelle Portugaise (Paris,1981) (p. 10). Paris: Centre Culturel Portugais.
Castro, I. (1986). Um juízo sobre o novo Acordo Ortográfico. Revista Icalp, (5), 8.
Pessoa, F. (1986). O Manuscrito de “O Guardador de Rebanhos” de Alberto Caeiro, ed. facsimilada e crítica. (I. Castro, Ed.). Publicações Dom Quixote.
Castro, I., Leiria, I., & Ramos, M. A. (1985). Ver, Olhar e Observar - Dez anos de ensino no Curso de Língua e Cultura Portuguesa para Estrangeiros. In Actas do Congresso sobre a Situação Actual da Língua Portuguesa no Mundo (Lisboa, 1983) (Vol. 1, p. 14). Lisboa: ICALP.
Castro, I. (Ed.). (1985). Vidas de Santos de um Manuscrito Alcobacense (Colecção Mística de Fr. Hilário da Lourinhã, COD. ALC. CCLXVI/ANTT 2274) (p. 85). Lisboa: Centro de Estudos Geográficos.
Castro, I. (1984). Nota sobre Livro de José de Arimateia. Revista Da Faculdade De Letras De Lisboa, 5(2), 3.
Castro, I. (1984). “Para a edição de ‘O Guardador de Rebanhos’”. In Afecto às Letras (Miscelânea Prado Coelho) (p. 6). Lisboa: Imprensa Nacional.
Castro, I. (1984). Livro de José de Arimateia (Estudo e Edição do COD. ANTT 643). Dissertação de Doutoramento em Linguística Portuguesa, policopiada (inédita) (p. 718). Lisboa: Faculdade de Letras.
Castro, I. (1983). Sobre a data da introdução na Península Ibérica do ciclo arturiano da Post-Vulgata. Boletim De Filologia, XXVIII, 18.
Castro, I., & Duarte, L. F. (1982). Duas notas sobre ‘A Tragédia da Rua das Flores’. Boletim De Filologia, XXVII, 12.
Castro, I. (1982). O Corpus de ‘O Guardador de Rebanhos’ depositado na Biblioteca Nacional. Revista Da Biblioteca Nacional, 2(1), 45.
Castro, I., & Ramos, M. A. (1981). Estratégia e táctica da transcrição. In Actes du Colloque Critique Textuelle Portugaise (Paris, 1981) (p. 24). Paris: Centre Culturel Portugais.
Castro, I. (1980). A Tragédia da Rua das Flores ou a arte de editar os manuscritos autógrafos. Boletim De Filologia, XXVI, 51.
Castro, I. (1977). A descrição bibliográfica e a conservação do livro. In Semana de Trabalho sobre a Conservação de Documentos Gráficos (p. 21). Lisboa: Biblioteca Nacional.
Castro, I. (1977). Problemas filológicos do texto literário escolar. In Actas do 1º Encontro Nacional para a Investigação e Ensino do Português (Lisboa, 1976) (p. 10). Lisboa: Centro de Linguística da Universidade de Lisboa.
Castro, I. (1976). Quando foi copiado o Livro de José de Arimateia? (Datação do cód. 643 da Torre do Tombo). Boletim De Filologia, XXV, 11.
Castro, I., & Dias, H. M. (1976). A edição de 1516 do Cancioneiro Geral de Garcia de Resende. Revista Da Faculdade De Letras De Lisboa, IV série(1), 33.
Castro, I. (1973). Notícia do grupo “Textos Medievais Portugueses. Boletim De Filologia, p. 1.
Castro, I., de Castro, M. H. L., Cepeda, I. V., & Madureira, V. (1973). Normas de transcrição para textos medievais portugueses. Boletim De Filologia, XXII, 9.
Castro, I., Vieira, A. L., & Pereira, A. M. (1971). Cancioneiro de Coimbra (ed. crítica). .
Castro, I. (1971). Afonso Lopes Vieira. Edição crítica. Lisboa: Parceria A.
Castro, I. (1971). As Tardes de Verão de Fr. Jerónimo Baía. Revista Da Faculdade De Letras De Lisboa, 3(13).
Castro, I. (1969). Frei Jerónimo Baía. Edição crítica de seis poemas e estudo do vocabulário.
Castro, I. (1969). Frei Jerónimo Baía. Edição crítica de seis poemas e estudo do vocabulário. Dissertação de licenciatura, policopiada. Lisboa: Faculdade de Letras de Lisboa.
Castro, I. (1931). Poemas de Fernando Pessoa. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda.
Castro, I. (1921). Poemas de Fernando Pessoa. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda.

Orientador

Concluído
Ano Título Estudante Grau
2016 Edição crítica das Memórias do Cárcere de Camilo Castelo Branco Raquel Oliveira Mestrado
2016 O processo de escrita camiliano em Novelas do Minho. Análise genética
Carlota Pimenta
Doutoramento
2013 Reconstituição do ms. L da Crónica Geral de Espanha de 1344 (2ª Parte) Sílvia Miranda Mestrado
2012 Reconstituição do ms. L da Crónica geral de Espanha de 1344 (1.ª Parte) Marta Pedrosa Mestrado
2012 Um caso de apropriação de fontes textuais: Memória histórica da capitania de São Paulo, de Manuel Cardoso de Abreu, 1796 Renata Costa Doutoramento
2011 Novidade de Pallavras’ no Português do século XV Maria José Meleiro Doutoramento
2011 O Caminho fica longe: matriz genética do processo de construção romanesca em Vergílio Ferreira Ana Turíbio Doutoramento
2011 Linguagem do Sueste da Beira no tempo e no espaço
Fernando Brissos
Doutoramento
2009 O Cancioneiro da Ajuda: Confecção e Escrita Maria Ramos-Gassmann Doutoramento
2009 Edições crítica e genética de A Morgada de Romariz, de Camilo Castelo Branco
Carlota Pimenta
Doutoramento
2008 A poesia de Tomás de Noronha segundo a tradição manuscrita
Anabela Leal de Barros
Doutoramento
2007 Relaciones literarias entre la Península Ibérica y Brasil: estudio y edición crítica de la obra poética de Manuel Botelho de Oliveira (1636-1711) José Rodrigues-Moura Doutoramento
2006 Fernando Pessoa: Sobre Génio e Loucura
Jerónimo Pizarro
Doutoramento
2003 O lugar do Livro de José de Arimateia na tradição manuscrita da Estoire del Saint Graal Carlos Pio Mestrado
2002 Os gramáticos portugueses quinhentistas e a fixação do padrão linguístico Maria Paiva Doutoramento
2002 As Palavras do Açúcar (A terminologia da cultura do açúcar na Ilha da Madeira)
Naidea Nunes
Doutoramento
2001 O Dicionário de Regionalismos e Arcaísmos de Leite de Vasconcellos (Edição da letra P) Paula Mendes Mestrado
2001 O Curso de Filologia Portuguesa de Leite de Vasconcellos. Edição de um manuscrito inédito Carla Cabral Mestrado
2001 As ideias linguísticas de Fernando Pessoa Ana Marcos Mestrado
2000 Para a história do Português Médio
Esperança Cardeira
Doutoramento
2000 Contributo para a constituição de um corpus de portuguesismos em Nyungwe Sóstenes Rego Mestrado
2000 O Inútil de Cada Um, de Mário Peixoto – Edição e estudo genético José Pessoa Doutoramento
1999 Atala traduzida – Estudo das primeiras versões portuguesas Thierry dos Santos Mestrado
1998 La Fábula de Fílis y Demofonte Maria Izco Doutoramento
1996 A Faculdade das Letras. Leitura e escrita em Portugal no século XVII
Rita Marquilhas
Doutoramento
1996 Antroponímia Primitiva da Madeira
Naidea Nunes
Mestrado
1996 El lenguaje de los poetas bilingues del Barroco portugués. António da Fonseca Soares y la "Fabula de Filis y Demofonte Maria Izco Mestrado
1994 Clíticos na História do Português
Ana Maria Martins
Doutoramento
1994 Para o estudo do crioulo falado pela comunidade cabo-verdiana radicada em Portugal
Cristina Albino
Mestrado
1994 Crónica do Conde D. Pedro de Menezes, de Gomes Eanes de Zurara. Edição e estudo. Teresa Brocardo Doutoramento
1994 Pontuação e Sintaxe em Impressos Portugueses Quinhentistas Maria Rosa Doutoramento
1993 Foros de Garvão Maria Garvão Mestrado
1993 Sistema, Mudança e Linguagem Dante Lucchesi Mestrado
1993 Dos Costumes de Santarém
Celeste Rodrigues
Mestrado
1993 A linguagem dos documentos em português da Chancelaria de D. Afonso III Ana Banza Mestrado
1993 A colocação dos clíticos em português Tânia Lobo Mestrado
1993 Para a edição do "Guia de Portugal
Luís Prista
Mestrado
1993 Edição Crítica de Três Poetas do Cancioneiro Geral Isabel Fernandes Mestrado
1991 Santa Maria Egipcíaca em Alcobaça: edição crítica das versões medievais portuguesas da lenda de Maria Egipcíaca
Cristina Sobral
Mestrado
1990 Contributo para o Estudo da Norma Ortográfica no Scriptorium de Alcobaça (1431-1446)
Esperança Cardeira
Mestrado
1989 A Génese de um Romance. Incursão na Escrita Queirosiana
Luiz Fagundes Duarte
Doutoramento
1988 Vocabulário do Teatro de Cordel: a “Marítima Proza” Fernanda Menéndez Mestrado
1988 O Original de Imprensa e a Normalização Gráfica no Século XVII
Rita Marquilhas
Mestrado
1988 Livro dos Milagres dos Santos Mártires (Edição e Estudo)
Alice Fernandes
Mestrado
1985 Elementos para um Comentário Linguístico do Testamento de Afonso II (1214)
Ana Maria Martins
Mestrado
1985 Livro da Repartiçom da Fruita (edição diplomática e estudo linguístico)
Maria Valentina Garcia Ferreira
Mestrado
Data Título da conferência Tipo Autores Instituição Docs
2018
-
A tinta não é permanente (Filologia e Arquivística)

Quarto Convegno AISPEB 2018

Comunicação Oral
Ivo Castro
AISPEB
Bologna
2016 A língua, no tempo do Cancioneiro Geral

Congresso Internacional Poesia de Cancioneiro e Cultura de Corte. Nos 500 anos do Cancioneiro Geral

Ivo Castro Universidade de Évora
Évora
2015 Os de Vasconcelos

Conferência plenária  Gallaecia. III Congresso Internacional de Linguística Histórica

Ivo Castro Santiago de Compostela
2014 Nas extremas do português

Conferência plenária  XXX Encontro Nacional da Associação Portuguesa de Linguística

Ivo Castro Porto
2009 As políticas linguísticas do português

 XXV Encontro Nacional da Associação Portuguesa de Linguística

Ivo Castro
APL
Porto
2008 Língua portuguesa: de onde veio? para onde vai?

Colóquio da exposição Lusa – A Matriz Portuguesa

Ivo Castro Centro Cultural do Banco do Brasil
Brasília
2008 O português, de Compostela ao Atlântico Sul

Comunicação Da Roma all’Oceano. La lingua portoghese nel mondo

Ivo Castro Universidade de Roma Tre
Roma
2008 From Print to Script

5th International Conference of the European Society for Textual Scholarship

Ivo Castro Lisboa
2007 Forças de união e separação no espaço da língua portuguesa

Conferência Institut d’Estudis Catalans

Ivo Castro Barcelona
2004 A primitiva produção escrita em português

Orígenes de las lenguas romances en el Reino de León. Siglos IX-XII

Ivo Castro Centro de Estudios e Investigación San Isidoro
Léon
2002 Sur le bilinguisme littéraire castillan-portugais

Colóquio La littérature d’auteurs portugais en langue castillane

Ivo Castro Gulbenkian
Paris
1990 Enquanto os escritores escreverem... (Situação da crítica textual moderna)

IX Congresso da Associação de Linguística e Filologia da América Latina (ALFAL)

Ivo Castro Campinas
“Galicia no espazo cultural da Lusofonía”

Col. Sociedades plurilingües: da identidade á diversidade

Ivo Castro Conselho da Cultura Galega
Santiago de Compostela