Filologia

Invocando a herança filológica de Luís Filipe Lindley Cintra, este Grupo procura localizar, interpretar e editar criticamente textos literários e não literários, inéditos ou insatisfatoriamente editados, que são relevantes para a história e para a descrição da língua portuguesa.

O grupo investiga nos campos da crítica textual, da crítica genética, da história do livro e da bibliografia material. Dedica-se, actualmente, ao desenvolvimento de recursos electrónicos para a consulta e estudo de textos literários e metalinguísticos, com especial atenção especial atenção aos períodos medieval, clássico e barroco. Prossegue, simultaneamente, a edição genética e crítica de obras de autores modernos (Almeida Garrett, Camilo Castelo Branco e Fernando Pessoa), em coleções publicadas pela Imprensa Nacional.

A atividade do Grupo constitui um quadro de referência para os estudos e práticas filológicas em Portugal, investindo principalmente nos planos teórico e metodológico, mas demonstrando igualmente o contributo indispensável da Filologia para a investigação em linguística, bem como para a preservação da memória textual da cultura portuguesa.

A aplicação da investigação concretiza-se ainda em parcerias com outras unidades da FLUL (Programa de Crítica Textual, Departamento de Linguística Geral e Românica, Biblioteca da FLUL), bem como com a editora do Estado (Imprensa Nacional) e com várias bibliotecas (Biblioteca Nacional de Portugal, Biblioteca Pública-Municipal do Porto, Biblioteca Municipal de Sintra)

Artigo em Atas
Castro, I. (2004). A antiga documentação de Portugal. In Actas do XIX Encontro Anual da Associaçáo Portuguesa de Linguística,. APL.
Castro, I. (2007). A Descensão de Maria. In Actas do I Congreso Internacional de Onomástica Galega “Frei Martín Sarmiento” (2002). Santiago de Compostela: Asociación Galega de Onomástica.
Castro, I. (2008). A casa fechada . In O Trabalho da Teoria, Actas do colóquio de homenagem a Vítor Aguiar e Silva (Ponta Delgada, 15 e 16 de Novembro de 2007) (I). Ponta Delgada: Universidade dos Açores.
Castro, I. (2010). As políticas linguísticas do português. In Actas do XXV Encontro Nacional da Associação Portuguesa de Linguística (2009). APL.
Edição de Atas
Pereira, E. (2009). Nos dias de mais que ontem: obras de juventude em Daniel Faria. (F. Topa, Ed.), E agora sei que oiço as coisas devagar: Evocação e Escuta de Daniel Faria. Porto: sombra pela cintura.
Pereira, E. (2008). Tra l’Italia e il Portogallo: a Nova Alvorada e a afirmação da lusofilia. (F. Topa, Ed.), Nel Mezzo del Cammin: Actas da Jornada de Estudos Italianos em Honra de Giuseppe Mea. Porto: sombra pela cintura.
Pereira, E. (2007). Testis unus, testis iustus: considerações para uma edição das poesias de Jorge da Câmara. (F. Topa & Reynaud, M. J., Eds.), Crítica Textual & Crítica Genética em Diálogo. München: Martin Meidenbauer Verlag.
Pereira, E., & Bleier, R. (2019). Experimental customisation of the Versioning Machine. ExLing 2019: 10th International Conference of Experimental Linguistics. Lisbon: ExLing Society. http://doi.org/10.36505/ExLing-2019/10/0041/000403
Pimenta, C. (2019). Camilian lexical substitutions. ExLing 2019: 10th International Conference on Experimental Linguistics. Athens: ExLing Society.
Edição Eletrónica
Autores, V. (2019). A Impureza do Sentido. (Â. Correia, Ed.). Bibliotrónica Portuguesa. Retrieved from https://bibliotronicaportuguesa.pt/livro/a-impureza-do-sentido/
de Carvalho, M. A. V. (2017). Coisas d'Agora. (V. Autores, Ed.). Lisboa: Bibliotrónica Portuguesa. Retrieved from https://bibliotronicaportuguesa.pt/livro/coisas-d-agora-maria-amalia-vaz-de-carvalho/
Artigo em Revista
Castro, I., Dionísio, J., Silveira, J. N., & Prista, L. (1992). Eliezer. Ascensão e queda de um romance pessoano. Revista Da Biblioteca Nacional, s.2, 7(1), 75-136.
Serafim, J. (2014). Annotationes in materiam de bello BNP 3858, fls. 301r-320r. Text Edition. Escola Ibérica Da Paz: A Consciência Crítica Da Conquista E Colonização Da América: 1511-1694, 298-307.
Serafim, J. (2011). Tradução como memória: a tradução do Pro Archia por Matias Viegas da Silva, in Memória & Sabedoria. J. P. Serra Et Al. Lisboa: Centro De Estudos Clássicos - Centro De Estudos Comparatistas, Pp. 397-404. Isbn:, 978-989-8139-89-4., 397-404.
Roldão, F., & Serafim, J. (2008). Le latin des premiers notaires portugais: la formation individuelle et la praxis documentaire (1214-1223), in Le notaire: entre métier et espace public en Europe – VIIIe-XVIIIe siècle. L. Faggion, A. Mailloux , L. Verdon. Aix-En-Provence: Publications De L’Université De Provence, Pp. 43-51. Isbn:, 978-2853997089.
Roldão, F., & Serafim, J. (2006). O pergaminho de Chinon. Transcrição E Tradução, In O Perdão Dos Templários, 972-8958-22-6., 113-149.
Serôdio, C., Pereira, D., Cardeira, E., & Falé, I. (2010). Nova Gramática Didática de Português - 3. º Ciclo E Secundário. Lisboa: Santillana. Isbn:, 978-972-761-888-0.
Roldão, F., & Serafim, J. (2012). O Foral de Coruche de 1182: estudo. Edição E Tradução. Coruche: Museu Municipal - Câmara Municipal De Coruche. Isbn:, 978-989-8335-02-9.
Pereira, E., & Nogueira, C. (2013). Compte-rendu de l'ouvrage: Guimarães, Ana Paula (dir.) – Contas x Contos x Cantos e Que + Cumplicidades entre Literatura e Matemática. Lisboa: Gradiva, 2012. Ethnographiques.org: Revue En Ligne De Sciences Humaines Et Sociales. Retrieved from http://www.ethnographiques.org/2013/Pereira,Nogueira
Pereira, E. (2008). A insurreição do corpo e da palavra: Terra Imóvel, de Luiza Neto Jorge. Labirintos: Revista Electrônica Do Núcleo De Estudos Portugueses, 4.
Autores, V. (2018). Poetrónica. (2018). N. º, 1. Retrieved from https://bibliotronicaportuguesa.pt/livro/poetronica-varios-autores/
Sobral, C. (2012). Exumação de uma vida: Santa Senhorinha em português medieval. Romance Philology, 66/1, Spring, 165-183. http://doi.org/10.1484/J.RPH.5.100803
Sobral, C. (2007). Santo Agostinho em Aveiro: estudo de fontes. Ehumanista, Journal Of Iberian Studies, 8, 171-196. Retrieved from http://www.ehumanista.ucsb.edu/
Pereira, E. (2014). A edição crítica das obras de João Penha (1839-1919): um monumento mais perene do que o bronze. Vozes Dos Vales: Revista Multidisciplinar De Publicações Acadêmicas, 3(6). Retrieved from http://www.ufvjm.edu.br/site/revistamultidisciplinar/volume-vi
Pereira, E. (2014). Autores brasileiros na página literária do Jornal da Manhã (1885-1892). Navegações: Revista De Cultura E Literaturas De Língua Portuguesa, 7, 86-94. Retrieved from http://dx.doi.org/10.15448/1983-4276.2014.1.18860
Nogueira, C., & Pereira, E. (2014). The Portuguese Cancioneiros of São João: Traditional Popular, Non-Traditional Popular, and Pseudo-Popular. Folklore – Journal Of The Folklore Society 125. http://doi.org/10.1080%2F0015587x.2013.863625
Pereira, E. (2013). Book review to «Topa, Francisco (Ed.). Um G(onç)alo renascido: poesia inédita do Brasílico Gonçalo Soares da França. Porto: Sombra pela cintura, 2012». Navegações: Revista De Cultura E Literaturas De Língua Portuguesa, 6(1), 135-136. Retrieved from http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/navegacoes/article/view/14688
Pereira, E. (2012). Hæc subtilis ars inveniendi: considerations of João Penha’s literary archive. Variants: The Journal Of The European Society For Textual Scholarship, 8, 145-157.
Pereira, E. (2005). A cidade, sob o signo da invenção: ´Janelas Verdes´, de Murilo Mendes. Terceira Margem - Revista Do Centro De Estudos Brasileiros, 5, 35-42.
Pereira, E. (2005). Book review to «Verunschk, Micheliny – Geografia Íntima do Deserto. São Paulo: Landy Editora, 2003». Terceira Margem - Revista Do Centro De Estudos Brasileiros, 5, 91-92.