Dialectology and Diachrony

The core object of study of the Dialectology and Diachrony group (D&D) is language variation, across centuries and covering several geographical areas. The group’s descriptive and theoretical studies, which are regularly published in prestigious journals and volumes, are accompanied by the construction of various digital resources from either historical documents or contemporary oral data in non-standard varieties of Portuguese or Portuguese-related languages. A substantial part of these oral data have been gathered in Portugal, both in the archipelagos of Madeira and the Azores, and in the mainland, where some of the varieties under study are spoken in different points of the border with Spain. Additionally, D&D studies Portuguese or Portuguese-related varieties that are, to a variable degree, the product of contact with other languages, which is the case of Caboverdean and Brazilian Portuguese. All these works assume a comparative perspective with other natural languages, from diverse periods and regions.

The standard varieties, however, are not left behind, since part of the group’s activities and outputs concerns (i) the intricate linkage between those and the non-standard varieties, and (ii) the development of new tools for the formal teaching of Portuguese.

This coverage of standard and non-standard varieties ensures a connection between theoretical research and the community at large (including productive collaborations with other Portuguese teaching entities, in Portugal and abroad), also guaranteed by the regular presence of various group members in open online seminars and conferences, and further highlighted by science communication endeavours, such as general audience publications and language oriented cultural events.

Capítulo de Livro
Carrilho, E., & Lobo, M. (2012). Contribution à l étude de la variation syntaxique dans le domaine ibéro-roman. In La Leçon des dialectes. Hommages à Jean-Philippe Dalbera (pp. 323-336). M. Oliviéri, G. Brun-Trigaud & P. Del Giudice. Alessandria: Edizioni dell Orso.
Carrilho, E. (2010). Tools for dialect syntax: the case of CORDIAL-SIN (an annotated corpus of Portuguese dialects), in Tools for Linguistic Variation. In (pp. 57-70). Aurrekoetxea & J. L. Ormaetxea. Bilbao: Universidad del Pais Vasco.
Carrilho, E. (2010). Zona III – Distrito de Castelo Branco. In (pp. 266-275). Língua; Zona III – Distrito de Castelo Branco. Cultura, in Bibliografia Língua e História na Fronteira Norte-Sul (updated edition).
Carrilho, E. (2010). Zona III – Distrito de Portalegre. In (pp. 281-298). Língua; Zona III – Distrito de Portalegre. Cultura, in Bibliografia Língua e História na Fronteira Norte-Sul (updated edition).
Carrilho, E. (2007). Beyond Subject Doubling: expletive constructions in European Portuguese dialects. In Dialect Syntax Archive. Amsterdam: Edisyn Project.
Carrilho, E., Mota, M. A., & Saramago, J. (2006). Variação Regional e Social. In Mostra de Linguística. A Linguística em Portugal: estado da arte, projectos e produtos. S. Frota and M. Colaço. Lisboa: APL.
Carrilho, E. (2003). Ainda a unidade e diversidade da língua portuguesa : a sintaxe". In Razões e Emoção. Miscelânea de Estudos em Homenagem a Maria Helena Mira Mateus. Vol. 2 (Vol. 2, pp. 19-41). I. Castro & I. Duarte. Lisboa: Imprensa Nacional – Casa da Moeda.
Carrilho, E. (2003). Construções de expletivo visível em Português europeu (não-padrão). In Gramática e Léxico em Sincronia e Diacronia. Um contributo da Linguística portuguesa (pp. 29-38). A. Veiga. Santiago de Compostela: Universidade de Santiago de Compostela.
Carrilho, E., & Lobo, M. (2001). Perce-Oreille. In Atlas Linguistique Roman (Vol. IIa, pp. 405-449). Commentaires. Roma: Istituto Poligrafico e Zecca dello Stato.
Ferreira, M. B., Carrilho, E., Lobo, M., Saramago, J., & Segura, L. (1996). Capítulo 10. In (pp. 477-502). I. H. Faria, E. R. Pedro, I. Duarte & C. Gouveia. Lisboa: Caminho.
Carrilho, E., & Lobo, M. (1994). O Atlas Linguístico-Etnográfico de Portugal e da Galiza (ALEPG), in Bollettino dell Atlante Linguistico Italiano, III serie. In (pp. 143-148). Torino: Edizioni dell Orso.
Carrilho, E. (1993). Almocreves, in Colecção Vicente. In . Lisboa: Quimera.
Carrilho, E. (1993). Glória, in Colecção Vicente. In . Lisboa: Quimera.
Carrilho, E. (1990). Romagem, in Colecção Vicente. In . Lisboa: Quimera.
Leitão, A. (2012). Por obra do Espírito Santo: jesuítas de Évora entre os gentios do Brasil, in Universidade de Évora (1559-2009) : 450 anos de modernidade educativa. In (S. Pereira and F. L. Vaz. Lisboa: Chiado, pp. 241-258). .
Leitão, A., Delgado, C., & Tavares, C. (2009). Transferência da Corte: abordagens nos manuais escolares de Portugal e Brasil. In FGV (A Escrita da História Escolar: memória e historiografia. Rio de Janeiro, pp. 309-328). .
Leitão, A. (2007). Características inovadoras no ensino de português LE no Brasil, in Repensar a Escola Hoje: o contributo dos Jesuítas. In (pp. 289-306). Gonçalves et al. Braga: ALETHEIA- Universidade Católica Portuguesa.
Leitão, A. (2007). Para uma História da Didáctica do Português Língua Não Materna, in Pelas Oito Partidas da Língua Portuguesa - Homenagem ao Professor João Malaca Casteleiro. In (pp. 41-52). Mata & M. J. Grosso. Macau: Universidade de Macau/ Instituto Politécnico de Macau / Departamento de LCP.
Leitão, A., Verguete, C., & Cardoso, L. (2007). A Falar é que a Gente se Entende, in Pelas Oito Partidas da Língua Portuguesa - Homenagem ao Professor João Malaca Casteleiro. In (pp. 53-64). Mata & M. J. Grosso. Macau: Universidade de Macau/ Instituto Politécnico de Macau / Departamento de LCP.
Segura, L. (2013). Geografia da Língua Portuguesa. In Gramática do Português (Vol. I, pp. 71-81). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
Segura, L. (2013). Variedades dialetais do Português Europeu. In Gramática do Português (Vol. I, pp. 85-142). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
Segura, L. (2008). O Atlas Linguístico-Etnográfico dos Açores- Dados para uma classificação dos dialectos açorianos, in Estudos geolingüísticos e dialetais sobre o português. In (A. N. Isquerdo. Campo Grande, pp. 249-272). da UFMS.
Segura, L. (2003). Variação dialectal em território português. In (pp. 181-196). S. Brandão & M. A. Mota. Rio de Janeiro: In-Fólio.
Amaro, R., & Mendes, S. (2016). Lexicologia e Linguística Computacional. In A. M. Martins & Carrilho, E. (Eds.), Manual de Linguística Portuguesa (pp. 178-199). Berlim: De Gruyter Mouton.
Carvalheiro, C., Costa, A. L., Marquilhas, R., Pinto, C., Pratas, F., & Vaamonde, G. (2016). A Idade dos desvios: diacronia, variação social e linguística de corpus. In Lingüística de corpus y lingüística histórica iberorrománica (J. Kabatek, pp. 175-196). Berlin: DeGruyter.
Costa, A. L., Costa, A., & Gonçalves, A. (2017). Conhecimento implícito, consciência linguística e escrita. In A aquisição de língua materna e não materna. Questões gerais e dados do Português (M. J. Freitas and A. L. Santos). Berlin: Language Science Press. Retrieved from http://langsci-press.org/
Costa, A. L., Costa, A., & Gonçalves, A. (2017). Consciência linguística: aspetos sintáticos. In Aquisição de Língua Materna e Não Materna. Questões Gerais e Dados do Português (M. J. Freitas and A. L. Santos, pp. 409-438). Questões Gerais e Dados do Português. Berlin: Language Science Press.
Gonçalves, A., Carrilho, E., & Pereira, S. (2016). Predicados complexos numa perspetiva comparativa. In , in Manual de Linguística Portuguesa (A. M. Martins & E. Carrilho, pp. 523-557). Berlin/Boston: Mouton De Gruyter.
Kato, M. A., & Martins, A. M. (2016). European Portuguese and Brazilian Portuguese: an overview on word order. In The Handbook of Portuguese Linguistics (Leo Wetzels, Sergio Menuzzi and João Costa, pp. 15-40). Hoboken, NJ: Wiley-Blackwell.
Leitão, A. (2015). Língua, companheira do império: sentidos da educação ameríndia em língua portuguesa. In Origens da Educação Escolar no Brasil Colonial Vol. IV (T. Cézar, M. A. B. Ribas and others, Vol. IV, pp. 57-90). Maringá.